#8 Brotas: Ecoturismo e Cultura Caipira Entre o Cerrado e a Mata Atlântica

In MOCHILÃO by Leandro KnoblochLeave a Comment

“DO FRIO NA BARRIGA DAS ATIVIDADES RADICAIS À ÁGUA NA BOCA DA CULINÁRIA CAIPIRA, BROTAS SUPEROU AS NOSSAS EXPECTATIVAS.”

Chegamos na cidade depois de termos passado uma noite em Tapiraí, mais ao sul do estado, quando saímos de Morretes não tínhamos destino certo, a princípio iríamos para Analândia, mas em uma parada para abastecimento nos foi sugerido Brotas, uma pesquisa rápida e pronto, rota redefinida!

DANIEL, PARQUES PRIVADOS, JOGOS DA COPA E FERIADO!

Uma coisa muito comum na cidade é encontrar retratos do cantor Daniel por toda parte, além de homenagens em espaços públicos praticamente todos os comércios têm também quadros, pôsteres, chapéus ou alguma outra coisa que lembre o morador ilustre. Apesar de ele estar em todo o lugar nós não o encontramos, mas nos deu certeza de ser uma pessoa muito querida por lá.

O que não sabíamos também é que boa parte dos atrativos naturais da cidade, como por exemplo, as diversas cachoeiras, ficam em áreas particulares, são lugares que oferecem toda a infraestrutura para atender ao turista, por conta disso os preços ficam um pouco salgados se a ideia for conhecer bastante coisa, entre R$ 50,00 e R$ 70,00 por pessoa para cada local.

Precisávamos conseguir as licenças para poder gravar nesses locais, essa autorização viria da ABROTUR, uma associação que administra parte das atividades turísticas, pois bem, chegamos em meio a um jogo da seleção em uma sexta-feira, expediente reduzido e não encontramos o pessoal, pensamos em ir então na segunda-feira, mas era dia 9 de julho feriado estadual. Poderia parecer ruim, pois ficamos 4 dias a espera das autorizações, mas como sempre tudo é providencial, nesses dias aproveitamos para visitar atrativos gratuitos e ainda conhecemos duas pessoas muita bacanas que fizeram a diferença na nossa permanência na cidade Django e Edson Campana.

ANTES DAS AVENTURAS PROVAMOS O SABOR CAIPIRA.

Na região central da cidade, em frente a Igreja da Praça da Matriz está a Casa da Cachaça, lugar para provar e sentir um pouco da cultura e da gastronomia local.

A tradicional cachaça está presente em diversos rótulos, mas tem destaque a produção local, no estabelecimento há um “mini alambique” onde o visitante pode acompanhar o processo da fabricação do destilado, que ocorre todos os sábados ao som da sanfona do seu Américo.

Para muitos a cachaça pode passar até despercebida por lá em razão dos diversos sabores e aromas, o cheirinho do café moído da na hora e dos doces caseiros que passam o dia borbulhando sobre uma chapa de fogão a lenha sem dúvida são uma distração a parte e não tem como passar imune a uma “provinha”. Além desses ainda há outros tantos sabores para se experimentar são pimentas, molhos, queijos, salames, enfim vá e alegre o seu paladar, nós provamos de tudo e ainda fomos presenteados com especiarias, muito obrigado Luciano e todos os demais envolvidos, que nos receberam muito bem, e olha que fomos lá vários dias, rs.

No mesmo estabelecimento está também o Museu do Caipira, uma pequena peça onde o visitante pode conhecer um pouco dos antigos utensílios e artefatos comuns no dia a dia da roça e também um livro visitas para deixar registrada a sua passagem.

 

Outras sugestões gastronômicas são a Especialeria e a Adega Casarão, a primeira tem destaque na fabricação de queijos e uma sobremesa maravilhosa, o Sorvete de Queijo, pode parecer exótico demais para alguns, mas se eu fosse você experimentaria.

Na Adega Casarão a fabricação é de cachaça, além de conhecer a produção e provar o sabor da “caninha” quem gosta de arquitetura pode apreciar a antiga construção, que foi também o primeiro hotel da cidade e ainda conserva sua estrutura original com paredes de taipa, que estão expostas em parte do casarão onde o reboco foi removido e substituído por vidro.

RAFTING, TIROLESAS, RAPEL…

Nos falaram que Brotas é a “capital do turismo de aventura em São Paulo”, nós não conhecemos o estado inteiro, mas é de se acreditar.
O principal responsável por esse “título” é o Rafting, a cidade tem os melhores atletas do mundo no esporte e é a atual HEXA campeã mundial, já da pra ter ideia de que a brincadeira é séria né!

O Rafting abriu caminho e hoje Brotas tem um enorme circuito de atividades radicais, nas agências Território Selvagem e Viva Brotas da pra curtir também Tirolesas com mais de 1000 metros, Super Tirolesa, onde ao invés da posição tradicional sentado você vai deitado como se estivesse voando, Rapel em cachoeiras, Queda Livre, que é semelhante ao bungie jump, Super Bike, passeios de Quadricíclo entre outros. Nós curtimos todas essas atividades com a galera dessas duas agências e foram momentos incríveis.

 
Uma dica, pra quem quiser fazer o Rafting com muita adrenalina os melhores meses são entre fevereiro e abril após a temporada de chuva, época em que o Rio Jacaré Pepira está com força máxima.
Os valores variam dependendo da atividade, mas ficam em média entre R$ 50,00 e R$ 100,00.

CAMINHO DAS CACHOEIRAS

Nos limites do município há dezenas de cachoeiras catalogadas, no caminho entre o centro da cidade e o bairro do Patrimônio fica boa parte delas e maioria está dentro de propriedades particulares, são parques, pousadas, hotéis e resorts que oferecem estrutura completa para os visitantes que podem tanto se hospedar quanto passar o dia. Em parceria com a Abrotur visitamos 3 dessas Cachoeiras.

Recanto das Cachoeiras:

É a mais próxima da cidade, no parque pode-se praticar atividades de arvorismo, rapel, cavalgada, caminhadas na mata que levam até as cachoeiras e claro aquele banho de água gelada no final da trilha!

Cachoeira 3 Quedas:

São 3 cachoeiras distintas na propriedade, uma delas é uma pequena queda com apenas 6 metros chamada de Cachoeira da Nascente, a segunda cachoeira tem 20 metros de queda e uma grande piscina para banho, a terceira queda é a maior delas tem mais de 40 metros de altura o banho aqui é difícil pois o poço é raso, mas da pra curtir um visual bem legal por trás da queda d’água.
Há opções de hospedagem em chalés, apartamentos e camping.

Cassorova:

É a mais distante delas, mas vale cada quilômetro a Cassorova é um dos cartões postais da cidade e já foi eleita uma das cachoeiras mais bonitas do Brasil. O parque é todo estruturado e as trilhas que levam até a cachoeira são de fácil acesso. É possível ver a cachoeira de 3 planos, pela parte alta, onde se pode atravessar de um lado a outro do vale por uma ponte, pela parte intermediária da cachoeira, onde pode-se tomar um banho de cima do deck e curtir uma hidro massagem natural e pela parte baixa da cachoeira de onde se tem a vista total dos 60 metros de queda.
Dentro dos limites do parque há ainda a Cachoeira dos Quatis e várias opções de lazer para interagir com a natureza.

Estas 3 são as cachoeiras mas “vendidas” pelas agências, há muitas outras pela região a maior parte delas também em área privada. Os valores dos ingressos partem de R$ 50,00.

CACHOEIRA SANTA MARIA É A MAIOR DE TODAS E É DE GRAÇA

Pra quem não estiver disposto a desembolsar uma grana pra visitar cachoeira, ou preferir uma pegada mais selvagem uma opção é a Cachoeira Santa Maria, que além de ser a maior da cidade é considerada por muitos como a mais bonita. Porém para chegar até lá sozinho vai ser preciso uma boa pesquisada, pois não tem marcações e é pouco divulgada na cidade, infelizmente ficamos sabendo da sua existência apenas nos últimos dias da nossa passagem e acabamos não tendo tempo para ir até lá, mas com certeza vale muito a pena. Ela fica a 12 km do centro da cidade e há duas formas de acesso, uma para se chegar pela cabeceira da cachoeira, onde é possível ir com um veículo por praticamente todo o caminho sendo necessário caminhar por apenas alguns metros até a chegada à queda, a outra forma é chegando por baixo, aí é preciso fazer uma trilha na mata de aproximadamente uma hora de caminhada, diz que o visual é incrível. Tanto por cima quanto por baixo é possível tomar banho nas piscinas formadas pela queda.

NASCENTE AREIA QUE CANTA

Poderia ser apenas mais um Hotel Fazenda na região, mas nos limites da propriedade há um verdadeiro tesouro, um lugar especial e diferenciado na região, trata-se de uma nascente de águas transparentes com fundo de areia de quartzo, esse mineral quando friccionado emite um som, daí a origem do nome “areia que canta”. A união desses elementos forma um cenário belíssimo.

 

 NO CENTRO DA CIDADE

Na região central da cidade há algumas opções de lazer, boa parte do comércio se concentra no entorno da Praça Amador Simões, na praça vale conferir os Hambúrgueres do Luizinho Lanches e em alguns finais de semana há feiras de artesanatos e produtos locais, as sorveterias do entorno da praça são tradicionais e costumam ficar lotadas aos finais de semana, ainda nas imediações da Amador Simões parte uma Carreta musical com personagens fantasiados que alegram as crianças em passeios pela cidade.
Nas ruas paralelas à praça há boas opções gastronômicas e os Parklets são um convite a mais para uma bela pausa.

Uma atração bem legal no centro é o Parque dos Saltos, uma grande área de lazer que margeia o Rio Jacaré Pepira, da pra tomar banho de Rio, fazer caminhadas, observar as aves e macacos, curtir a Cachoeira do salto e até fazer simpatias de amor pendurando cadeados na ponte Pênsil.

TRANSFORMAÇÃO AMBIENTAL.

A cidade tem uma boa ligação com o meio ambiente, o Rio Jacaré Pepira é ainda um dos únicos do estado com águas não poluídas, mas uma cena nos chamou a atenção e achamos interessante incluir na matéria, trata-se de uma iniciativa privada, fomos convidados a conhecermos o Hotel Fazenda Primavera da Serra, iríamos passar o dia e visitar os atrativos que lugar oferece, são muitos e realmente o lugar é muito agradável, mas o que mais impressiona é olhar ao redor da propriedade e saber que o proprietário plantou cada uma daquelas árvores, que há alguns anos atrás toda aquela área era apenas um antigo canavial e cafezal, uma monocultura destrutiva como comumente se vê por aí. Na fotografia abaixo é possível ver nos limites externos da fazenda um canavial ativo e um trator levantando poeira no ar seco da região.

Hoje a propriedade tem água abundante e quase todos os recursos são provenientes do auto sustento, muito legal encontrar ações como essas, ainda mais quando menos se espera, parabéns ao pessoal da Primavera da Serra! Conheçam esse espaço, realmente vale a pena!

Essa foi nossa passada por Brotas-SP, o oitavo destino da nossa Expedição Picos do Brasil, confira no site outras matérias das cidades por onde já passamos e muito mais.

No nosso canal do YouTube os vídeos desses lugares incríveis, clique aqui e veja o trailer da cidade de Brotas e aproveite para se inscrever no canal e receber as notificação dos novos vídeos.

Agradecimentos:

Nosso muito obrigado a todos que interagiram conosco nesses dias que passamos pela cidade, com certeza nossa estadia não teria sido tão boa sem a presença de vocês, grande abraço aos amigos Kaio, Cassiano, Jhon e toda galera do Posto Amizade, valeu demais pela parceria, pela água mineral, pelos carregamentos de bateria, valeu mesmo! Abração ao Django figura incrível que se tornou um grande amigo e suas irmãs Cecilia e Luisa, que nos cederam sua casa para ficarmos durante a nossa passagem. Tamires da Abrotur muito obrigado por toda a atenção e carinho que nos recebeu e agilizou tudo pra nós. Edsinho Campana, valeu meu amigo pelas prosas e contatos que fizemos. Maumau e Maia casal maneiríssimo que foi nos visitar com sua Kombi Bicho do Mato Arts e ainda filamos uma janta na casa deles. E teve muita gente legal, abração pra todo o pessoal da Casa da Cachaça, da Lojas Cem, da Sorveteria Palácio do Sorvete, do cachorro quente da praça, ao amigo que fez uma chave da Kombi quando a minha quebrou e fiquei na rua, hehehe, não lembro o nome me diz aí, toda a galera do Viva Brotas, o pessoal da Território, galera muuuuito obrigado a todos, fizeram a diferença pra nós.

Apoiadores:

 

Hotel Pousada Alvorada

Av. Mario Pinoti, 1181 – Centro. 
Telefone: (14) 3653-1027
R. Samuel Guerreiro, 110 – Centro.
Telefone: (14) 3653-8032
R. Giocondo Tessari, 420 – Centro.
Telefone: (14) 3653-1996
PARA COMER E BEBER O MELHOR DE BROTAS
Av. Mario Pinoti, 1057 – Centro.
Telefone: (14) 3653-1438
Av. Mario Pinoti, 455 – Centro.
Telefone: (14) 3653-1052
Av. Mario Pinoti, 466 – Centro
Telefone: (14) 3653-8417
Av. Mario Pinoti, 233 – Centro.
Telefone: (14) 3654-8225
Av. Ricardo Jordani, 140 – Bandeirantes.
Telefone: (14) 3653-4161
Praça Amador Simões, s/n – Centro.
Telefone: (14) 3653-2508
Av. Mario Pinoti, 1160 – Centro.
Telefone: 3653-5327

 

Como Chegar:

De Carro –> Vindo de São Paulo pegue a Anhanguera ou a Bandeirantes até Limeira (145 km), entrando agora na rodovia Washington Luis. No alto da serra de Rio Claro, logo depois do posto da Polícia Rodoviária, há um Posto de Informações Turísticas do Codetur, no km 200,6. Após poucos quilômetros, você vai alcançar o trevo de Analândia Faça o contorno para Brotas, onde você vai chegar depois de passar por Itirapina. A distância total da viagem é de aproximadamente 242 km.

Partindo de Ribeirão Preto ou São José do Rio Preto, contorne São Carlos e no trevo de Analândia entre à direita, passe por Itirapina e em seguida estará chegando em nossa cidade.

De Ônibus –>  Partindo de São Paulo a empresa Expresso de Prata tem linhas diárias em 3 horários. Os preços partem de R$ 73.00. Ago/2018.

De Avião –> O mais próximo é o de Bauru que fica a 105 km de distância. Existem vôos diários.

Turismo Gastronômico
Turismo de Aventura
Ecoturismo
Observação de Animais
Cachoeiras
Represa Do Patrimônio
Planetário
Atelier de Cerâmica

As agências Território Selvagem e Viva Brotas tem pacotes para todas as atividades esportivas (rafting, rapel, cachoeirismo, tirolesas, queda livre e muito mais)

  

A empresa Chiquinho Transportes faz o translado entre hotéis/pousadas até as atrações

Leave a Comment