Penedo-RJ: Montanhas, Cachoeiras, Trutas e Rock n’ Roll

In MOCHILÃO by Leandro Knobloch7 Comments

ACONTECEU ASSIM…

Estávamos procurando um lugar para descansar no almoço e que nossa filha pudesse dormir um pouco, foi então que um caminhoneiro disse: “vão pra Penedo, fica a menos de 30 minutos daqui…” ficava mesmo, chegar foi tranquilo, difícil foi ir embora… era para ficarmos uma hora, ficamos 3 dias e foi muito pouco porque o lugar é incrível…

A cidade é de fácil acesso e fica a 3 quilômetros da BR-116 (Via Dutra), possui estrutura para todo tipo de visitante, mas vamos falar do que gostamos: natureza, trilhas, boa música e “malucos beleza”.

Entramos na cidade e fomos cumprir nosso ritual, encontrar um lugar tranquilo para o descanso da nossa filha. Olhando as placas seguimos para “3 cachoeiras”, o lugar que procurávamos pois é de fácil acesso, tranquilo e com som ambiente, cantos de pássaros e água corrente.

Passamos a tarde por ali, e um improvável pneu furado fez com viéssemos a conhecer um grande amigo, Jean, que acabou parando ali por consequência do estrago no pneu e saiu fumaça…

A noite chegou, ao poucos “levantamos acampamento” e saímos para procurar algo para comer quando outro encontro inesperado surgiu, em um entroncamento o veículo que tinha a preferencial nos deu passagem, então seguimos, estacionamos alguns metros à frente e ao descer da Kombi fui abordado por um cara simpático, Guaraci, gostou da estilização da “Brazuka” e quis conhecer um pouco do nosso projeto, por fim nos convidou para conhecermos a pousada que gerencia, mas antes disso precisávamos resolver o problema dos nossos estômagos e foi então que Guaraci nos levou à Fast Massas. Naquele momento tudo estava como deveria estar, curtindo o clima agradável da noite de Penedo, bem no centro da cidade e com tudo resolvido. Afinal, já tínhamos comida e hospedagem garantida!

VAMOS COMEÇAR!!!

Não só Penedo, mas toda a região é sem dúvida um paraíso para os amantes da natureza e praticantes de esporte de aventura, são inúmeras cachoeiras, trilhas, voo de parapente e canoagem são algumas das opções.

Nossa passagem pela cidade foi em Abril, ideal para curtir todas as atividades e com a vantagem de poder desfrutar de tudo quase que exclusivamente, pois nesse período a cidade está bem vazia.

OBS: Todas tem nome de “Cachoeira” mas na maioria são apenas pequenas quedas.

Cachoeira do Palmital –> Fica na parte alta de Penedo, na Estrada do Vale do Ermitão, por ser pouco conhecida dos turistas o local é limpo e a chance de ir e desfrutar sozinho do ambiente é grande. O acesso a cachoeira é fácil, com cerca de 5 minutos de caminhada. Possui poços rasos e profundos para banho.

Cachoeira do Ermitão –> Fica no fim da Estrada do Vale do Ermitão, pequenas quedas formam um poço para banho. Por se tratar de um local de pouquíssimo acesso, o ambiente possibilita a observação de uma grande quantidade de animais.

Três Cachoeiras –> Este passou a ser o nosso ponto de encontro com os amigos, marcávamos horário e o local era este que fica as margens da rodovia, dizem os moradores que durante a temporada o lugar fica muito cheio e difícil de se aproveitar. Para quem assim como nós estiver por lá em períodos mais tranquilos, o lugar é bem bacana de conhecer, como o nome já diz possui três quedas e bons locais para tomar banho. Há opção de fazer uma trilha seguindo o curso do rio e chegar a outras cachoeiras.

Visconde de Mauá e Maromba –> Usamos um dos nossos dias para conhecer um pouco estas duas cidades, um mês talvez fosse suficiente pois um dia é muito pouco…Saindo de Penedo ficam respectivamente a 27 e 35 km até V. de Mauá, todo o trecho é pavimentado e o caminho é espetacular. No ponto alto da serra a altitude é de 1300 metros, já em Mauá, há boas opções gastronômicas e uma autêntica casa de Rock, a Casa Beatles. Maromba que já foi considerado paraíso Hippie, e não temos dúvida disso, tem diversas trilhas e cachoeiras. Estávamos a caminho de uma quando decidimos dar uma carona (cara não me lembro do seu nome, rsrs), nosso caroneiro então sugeriu de irmos a Cachoeira Santa Clara, fomos… o acesso até lá é por estrada de chão mas há placas indicando a chegada ao local. Depois basta descer uma pequena trilha e sentir o clima, um grande paredão de rocha escorre a água da cachoeira que deságua em um poço tranquilo e silencioso.

De volta a Penedo!

O clima amistoso e sossegado da cidade nos levou até a Casa do Julio, um lugar com a cara do dono, energia pura, muito verde, boa música, bom papo, oficinas de arte e o que não poderia faltar… uma cachoeira.

Outra sugestão é apreciar a gastronomia local, há restaurantes típicos e o prato mais vendido é a Truta com suas diversas combinações, das que experimentamos a preferida foi Truta na manteiga com amêndoas.

Bem, foi isso o que podemos registrar em 3 dias na cidade e a certeza que levamos é que queremos voltar em breve.

Para saber “COMO CHEGAR”, “ONDE FICAR/COMER” e ver mais”FOTOS”, volte ao topo da matéria!

De avião

O aeroporto mais próximo fica no Rio de Janeiro, a 176 quilômetros

De carro

O acesso para quem vem de São Paulo ou do Rio de Janeiro é pela Via Dutra (BR-116) até a saída 311(entrada da RJ-163, entre as cidades de Itatiaia e Resende)

De ônibus

Partindo do Rio, a empresa Cidade do Aço (http://www.cidadedoaco.com.br/) leva a Penedo. Vindo de São Paulo, a viação Cometa (http://www.viacaocometa.com.br) faz a linha até Itatiaia. De lá, ônibus urbanos da Viação Penedo (3381-8861) seguem para o destino

POUSADA –> Santa Fé de Penedo

CREPERIA –> Fast Massas Creperia 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comments

    1. Author
      Leandro Knobloch

      Nossa velho vamos ter que voltar a Taubaté, minha mente alcoólica apagou esse episódio, ahahah. Lembro apenas das “Loiras e Barrigudinhas no passeio”…rááá madrugada massa!

  1. andre gustavo

    Parabéns Leandro que legal teu trabalho ,espero que tu venha na ilha de novo

    1. Author
      Leandro Knobloch

      Muito obrigado Andre! Com certeza irei, gostei muito da visita, quero ir com mais tempo na próxima vez. Abraço!

Leave a Comment