PRAIAS SELVAGENS BARRA DE GUARATIBA

In Trilhas & Hiking, TRILHAS/AVENTURAS by Leandro Knobloch7 Comments

Início

Nessa trilha com pouco mais de 5 km (ida e volta) passa-se pela bela Pedra da Tartaruga e por 5 praias paradisíacas e isoladas que mesmo estando entre dois conhecidos bairros cariocas Recreio dos Bandeirantes e Barra de Guaratiba são pouco conhecidas do público em geral.

O acesso a trilha fica no final da praia de Barra de Guaratiba, por uma estrada que sobe ao lado de uma peixaria, seguindo o caminho haverá uma bifurcação, pegue o caminho da esquerda, alguns metros a frente uma longa escadaria leva a outra bifurcação, novamente escolha a esquerda e você estará começando a trilha, serão 1,5 km até as primeiras praias, do Perigoso e dos Búzios e pouco mais de 2,5 km até a Praia do inferno. A dificuldade da caminhada é de nível 2 em uma escala de 5, o ponto mais alto atingido é de apenas 111 metros mas o constante sobe e desce faz com que a elevação acumulada torne a caminhada um pouco cansativa aos menos preparados, além disso em alguns trechos é preciso ter cuidado ao subir e descer em algumas rochas para chegar as praias do Meio, Funda e do Inferno, em alguns pontos existem cordas para auxiliar.

_DSC19291No início da caminhada é possível avistar o farol que fica na Ilha Rasa de Guaratiba, o caminho pela trilha é bem demarcado, existe algumas entradas secundárias na mata por onde é possível chegar no mar, mas essas trilhas costumam ser de difícil acesso e sem nenhum atrativo diferente ao que se possa encontrar pelo caminho principal, a não ser as suas chances de encontrar com alguma cobra, com certeza vai aumentar bastante.

Com alguns minutos de caminhada e possível avistar através de aberturas na mata a formação rochosa que recebe o nome de Pedra da Tartaruga, a semelhança com o animal marinho é impressionante._DSC1875

Próximo a metade do caminho há uma pequena fonte de água para hidratação e em seguida inicia-se a descida. Mais embaixo placas informam a orientação a seguir para cada uma das praias, são duas as opções, a esquerda para Praia do Meio, Funda e do Inferno, essa última a uma distância de 1,1 km, e a direita segue para as  praias do  Perigoso e dos Búzios e para Pedra da Tartaruga, nesse local há uma placa de advertência informando a ausência de salva-vidas, depois de descer até o nível do mar você estará aos pés da Pedra da Tartaruga que separa a Praia do Perigoso da fotogênica Praia dos Búzios.

_DSC1887

PEDRA DA TARTARUGA:

_DSC1897

A subida até o topo é curta, mas um pouco escorregadia portanto tome cuidado o ponto mais alto está a 98 metros de altura é o visual é alucinante da “cabeça da tartaruga” da pra ver as últimas 5 praias selvagens da cidade do Rio de Janeiro, além das praias de Grumari, Abricó, Prainha, Macumba, Recreio dos Bandeirantes e Barra da Tijuca. A rocha é bastante procurada também por praticantes de rapel e escalada.

PRAIA DOS BÚZIOS:

_DSC1885

Pequena praia sem faixa de areia, com muitas pedras no entorno muito bonita para ser fotografada, o banho de mar não é recomendado, pois o mar costuma ser agitado, e ser arremessado para cima de uma pedra parece ser inevitável.

PRAIA DO PERIGOSO:

_DSC19001

A mais conhecida e frequentada das praias selvagens costuma receber um grande número de frequentadores no verão e aos finais de semana, também é grande o número de pessoas que acampam por aqui, se a sua ideia for praia deserta então parta para outra, até pouco tempo havia um morador fixo no local identificado por “Silêncio”, mas este já ganhou vizinhos, um casal que me disse estarem a 7 meses no local. A praia é muito bonita e apesar  e com boas ondas para surfar, apesar das ondas o banho de mar é possível. O desagradável é ver tanta sujeira em um local tão bonito como este, frequentemente alguns grupos fazem um mutirão de limpeza, mas a falta de educação de alguns não permite que esse trabalho dure por muito tempo, então, por favor leve o seu lixo de volta.

PRAIA DO MEIO:

_DSC19201
A pouco mais de 15 minutos de caminhada da Praia do Perigoso por uma trilha costeira muita bonita está a Praia do Meio, que apesar da proximidade recebe um público bem menor. A praia possui uma grande faixa de areia branca e ondas fortes, cercadas por uma natureza exuberante, comum as praias vizinhas. Além do mar ainda há a possibilidade de se refrescar e se hidratar em uma fonte de agua doce que fica um pouco depois do meio da praia, uma barreira de pedras forma uma piscina natural muito bonita. No final da praia a uma trilha que da acesso ao Morro do Telegrafo, que tem uma bela vista das praias e dos mangues da restinga da Marambaia.

PRAIA FUNDA:

 

_DSC1916
Distante cerca de 500 metros da Praia do Meio por outra bela trilha costeira chega-se a Praia Funda, um paraíso com mar azul, areias brancas, coqueiros, bananeira e o Raul, sim para minha surpresa fui abordado por um sujeito de longos cabelos loiros sem camisa com um imenso facão na cintura e acompanhado de dois cachorros que me convidou para almoçar na sua cabana construída no final da praia, bem não poderia negar algo tão inusitado. Peixe e a batata assado na brasa tudo bem, mas a surpresa ficou por conta de uma vitamina com banana da mata, água da fonte e um inusitado liquidificador a manivela. Depois de uma boa conversa com o “Raul”, que vive a 20 anos isolado nesse paraíso segui o meu caminho, com a mochila um pouco mais pesada pois acabará de ganhar uma penca de Bananas deste meu irreverente amigo.
PRAIA DO INFERNO:
A 300 metros da Praia do Meio, por um caminho sobre as pedras que ficam a beira mar (que em dias de ressaca do mar pode ficar bem perigoso) está essa que é a ultima das praias selvagens deste incrível hiking, a beleza do lugar é a mesma das duas praias anteriores o mar também tem ondas fortes e sem dúvida é a menos acessada de todas. Sem foto pois minha bateria acabou filmando o almoço do “Raul”, se alguém tiver pode mandar.

Primeiramente é preciso chegar a Barra de Guaratiba, que fica na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro distante 60 km do centro da cidade.

DE ÔNIBUS:

Linha 387 – Carioca x Restinga da Marambaia

Linha 867 – Campo Grande x Barra de Guaratiba

BRT – Descer na estação Ilha de Guaratiba é necessário pegar outra condução para chegar a praia, uma opção pode ser os ônibus citados acima.

DE CARRO:

É possível chegar próximo ao início da trilha, mas nos finais de semana e feriados pode ser difícil arrumar um local para estacionar.

 

CAMPING SELVAGEM:

Acampar na praia é “proíbido” mas é uma prática muito comum no local. A Praia do Perigoso é a que recebe o maior número de campistas as outras ficam praticamente sem visitantes durante a noite. Por se tratar de acampamento selvagem não possui nenhuma infraestrutura, com uma pequena exceção de um “morador” da Praia do Perigoso que comercializa algumas bebidas e biscoitos industrializados.

Localização: Zona Oeste, Rio Janeiro -RJ

Distância: 5,6 km (ida e volta)

Altitude máxima: 111 metros

Dificuldade: Leve, nível 2

Atividades: Caminhada, Surf, Banho de Mar, Rapel, e Escalada.

Melhor Época: Todos os meses.

DISPONÍVEL EM BREVE

Comments

  1. Daniel

    Gostaria de dar péssima noticia que o raul da praia funda foi assassinado covardemente por marginais que o acusou de estupro ,sendo um dos assassinos era vizinho dele conivente na covardia ,o tal de bahiano que também morava la,eu acampei anos la e conheci muito bem raul,ele jamais faria isso,viveu mais de 20 anos la e agora do nada seria estuprador? Covardes assasinos

    1. Author
      Leandro Knobloch

      Pois é, fiquei sabendo do acontecido na época, a terra é o nosso purgatório, salve-se quem puder! Abraço!

  2. rodrigo mendes

    conheci tambem o raul, e jamais ele faria isso,levei muitas mulheres la ,e ele nunca cantou ou olhou com maus olhos,sempre respeitador,estou revoltado

  3. Marcelo Cabelo

    Que triste isso tudo. Eu sempre fui e continuo indo e sempre continuarei indo acampar nesse paraíso. Sempre levei minha família e amigos. Sempre fui muito bem recebido pelo Raul e também pelo Baiano. Nem sei o que dizer. Nunca vi nada que duvidasse do Raul em relação ao comportamento. Fiquei muito triste com isso tudo.
    A Praia Funda perdeu um guardião.

    1. Author
      Leandro Knobloch

      Pois é Marcelo! Se foi o nosso amigo, não sei o que de fato aconteceu, são estórias…mas uma coisa é fato, estive novamente por lá agora em março e o local está muito sujo, coisa que no tempo do Raul não se via por lá!

  4. Ruan Leal Tavares

    Bom gostei eu adorei o dia quem você mostrou pra nos
    mais eu queria saber como eu poderia fazer o mochilão brasil

    1. Author
      Leandro Knobloch

      Ruan, te adicionei no face pra podermos conversar melhor. Abração!

Leave a Comment